Guia sobre a Implementação da Norma ISO/IEC 17025:2017 em Laboratórios.

A Norma ISO/IEC 17025:2017 desempenha um papel crucial na elevação dos padrões de qualidade em laboratórios de ensaio e calibração em todo o mundo. No cenário brasileiro, a sua acreditação é confiada ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) por meio da Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre), destacando a importância da conformidade com esses padrões internacionais.

A edição de 2017 da norma está alinhada com os princípios da ISO 9001 nos requisitos relacionados ao sistema de gestão. Os demais critérios descrevem a estrutura e competência do laboratório,  confidencialidade, imparcialidade e a mentalidade de riscos. Além disso, ela introduz uma maior flexibilidade nos requisitos para processos, procedimentos, documentos e responsabilidades organizacionais, essas mudanças visam aumentar a eficácia do sistema, alcançar resultados superiores e prevenir impactos negativos.

A essência da norma vai além da conformidade; ela é projetada para fomentar confiança inabalável nos resultados de análises e calibrações realizadas pelos laboratórios. Essa confiança, por sua vez, se traduz em competitividade no mercado, uma vez que os laboratórios passam a gerar dados dentro de um sistema de gestão de qualidade que vai além de simplesmente atender a requisitos normativos, proporcionando um diferencial estratégico.

O processo de implementação, que se estende por aproximadamente 6 meses a 1 ano, é inegavelmente desafiador, a realização da auditoria interna conforme a ISO 17025 é uma etapa crítica, garantindo que o sistema opere de acordo com os padrões. Para implementá-la o laboratório deve seguir os seguintes passos:

1- Criação do escopo de ensaio;

2- Método de ensaio ou calibração validado;

3- Cálculo de incerteza;

4- Preservar a rastreabilidade metrológica;

5- Auditoria interna de acordo com a ISO17025;

6- Requerimento de auditoria e avaliação do CGCRE.

Além de verificar a proficiência, realiza-se inicialmente uma pré-auditoria, durante a qual uma visita é realizada para avaliar a atual situação da empresa. Posteriormente, ocorre a auditoria propriamente dita. A inclusão de uma pré-auditoria e auditoria subsequente, juntamente com a fornecimento de amostras do Inmetro para calibração, estabelece uma abordagem abrangente para identificar oportunidades de melhoria. Este processo não apenas reforça a conformidade, mas permite que laboratórios identifiquem ações corretivas e, quando necessário, concedam prazos para ajustes refinados. 

Se você está ansioso para compreender mais profundamente a dinâmica da implementação da norma e como isso pode ser benéfico para seu laboratório, convidamos você a entrar em contato conosco! Podemos agendar uma reunião sem compromisso, onde vamos discutir especificamente como essa implementação pode elevar os padrões operacionais e estratégicos do seu laboratório.

Gostou desse artigo?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkdin
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário!